Alimento da alma

 

 

baiana[1]

Dia desses estava no corredor da universidade, quando sentei perto de duas mulheres do serviço de limpeza. Puxei assunto. Uma delas tinha acabado de chegar da Bahia e a outra era nascida em Blumenau. A baiana , baixinha, cabelos presos, cara simpática, logo desatou a conversar naquele ritmo que adoro. “Faz uma semana só que estou em Blumenau. Adorei a cidade”. Maria saiu de Salvador em busca de trabalho e rumou para o sul. Mesmo tendo que pagar aluguel, nas contas dela, valia muito a pena deixar para trás o restante da família e a terra em que nasceu, porque com o emprego do marido e da filha, “vai ser possível sobreviver”, como ela mesmo disse. “Na Bahia, só arranjava serviço no Carnaval, porque não tenho estudo”, confidenciou baixinho. E quando Maria falou no Carnaval seus olhos brilharam. Ela descreveu as ruas, as roupas, o cadenciado da música com tanta alegria, que me dei conta que o mês de fevereiro vai ser difícil para Maria na cidade alemã. Em Blumenau não tem carnaval. Mas tem emprego que é o que Maria mais queria. Então talvez uma coisa compense a outra. Ainda tem o frio, que não faz parte da realidade de boa parte do nordeste. “É vai ser danado viver aqui no inverno”. Foi quando a companheira de trabalho veio em seu socorro: “Maria nós vamos arranjar roupa de frio para ti. Não te preocupes”. Me despedi das duas, rumei para a sala pensando sobre o que amamos, aquilo que verdadeiramente alimenta nossa alma, sobre necessidades básicas como comida e casa, que sustenta e abriga nosso corpo físico e o quanto nos movemos em busca de um e de outro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: